7 dicas de como aumentar o tráfego orgânico do site de sua empresa

5/5 - (3 votes)
banner
5/5 - (3 votes)
Entre as técnicas de marketing digital, o Tráfego Orgânico ocupa um lugar de grande destaque e importância.

Isso pode ser explicado pelo fato de que se trata de uma métrica que não demanda um investimento orçamentário grande, sendo muitas vezes gratuito.

Contudo, é preciso considerar que demanda tempo e bons hábitos, visto que os números de visitas espontâneas dependem muito mais do posicionamento dos links nos resultados de buscas, por exemplo.

O que não quer dizer que estratégias de mídia paga, como anúncios, não tenham sua importância dentro do marketing digital, mas sim que elas tem intuito e bases distintas, podendo ser conciliadas para ampliar os resultados.

O texto a seguir vai focar no significado, importância e dicas para aumentar o tráfego orgânico de um site corporativo.

Acompanhe os tópicos que vêm a seguir para ter acesso a essas informações tão fundamentais.

O que é tráfego orgânico?

Em linhas gerais, o tráfego orgânico é todo aquele que é gerado sem pagamento. Ou seja, apenas por meio da atração espontânea do visitante.

Essa atração costuma ser despertada quando empresas de consultoria tributária produzem conteúdo de valor sobre o ramo de atuação.

A ideia é superar a publicidade pura e simples e trazer um material que tire dúvidas e solucione problemas típicos da base de clientes.

A posição que o link de uma determinada empresa tem nos resultados dos motores de busca é essencial na hora de aumentar o tráfego orgânico.

Para tanto, usa-se as técnicas de SEO, um conjunto de regras que marcam os posts mais relevantes de acordo com os algoritmos do Google. Entre elas, destacamos:

  • Elaboração de títulos atrativos;
  • Emprego de palavras-chaves;
  • Responsividade e usabilidade do site;
  • Uso de textos alternativos nas imagens.

Como você pode ver, o tráfego orgânico é de suma importância para cativar as pessoas e criar um público qualificado para uma empresa de plastico bolha, mas mais ainda para melhorar a experiência dentro das páginas e a leitura dos conteúdos.

Prossiga a leitura para entender melhor os benefícios desse elemento para os negócios online.

Por que o tráfego orgânico é importante?

A empresa que se preocupa em conseguir tráfego orgânico ganha várias vantagens em relação às marcas concorrentes. Conheça os principais motivos desse fato nos tópicos a seguir.

  1. Aumento da visibilidade

O Google é o site preferido da maioria dos usuários da internet no quesito fazer pesquisas.

Sendo assim, as páginas que têm um posicionamento alto são mais vistas e, como consequência, mais visitadas e relevantes.

Esse aumento da visibilidade é fundamental para ganhar notoriedade no ramo e atrair cada vez mais leads.

  1. Público mais qualificado

À medida que a empresa provedora de decapagem de gancheiras disponibiliza conteúdo de qualidade para o público, as pessoas interessadas têm menos dúvidas a respeito do serviço.

Isso faz com que os clientes em potencial fiquem mais preparados para fechar negócio. Inclusive, a qualificação deles é muito importante para convertê-los em clientes posteriormente.

  1. Investimentos menores

A geração de tráfego orgânico não envolve investimentos grandiosos, tampouco estratégias de alta complexidade.

Basicamente, gira em torno da produção de conteúdo relevante e das técnicas de posicionamento, dois pontos já consagrados do marketing digital.

Assim, o tráfego orgânico é mais atrativo, inclusive para profissionais de desentupidora 24h que não possuem grandes orçamentos reservados para divulgação.

7 dicas para conquistar mais tráfego orgânico

Agora que você tem uma boa percepção do que o tráfego orgânico representa, chegou a hora de saber como conquistá-lo na prática.

As dicas que vamos listar abaixo contemplam todas as frentes de produção de conteúdo na web, desde blogs até redes sociais.

Leia todas elas com atenção e comece hoje mesmo a aumentar a notoriedade do seu negócio na internet.

  1. Trabalhe a otimização de SEO

A importância das práticas de SEO já foi destacada, mas vamos nos aprofundar um pouco mais nela.

Em primeiro lugar, é preciso usar ferramentas como Ubersuggest e Google Keyword Planner para encontrar as palavras-chaves perfeitas para o negócio.

Os termos devem ser usados em títulos atrativos e no decorrer do texto, com equilíbrio. Além disso, o conteúdo tem que instigar o leitor a completar a leitura.

Inicie dando uma pequena explicação do que o texto sobre manutenção de aquecedor komeco vai trazer, de forma breve.

Evite muitas repetições. Use sinônimos para tornar a leitura mais leve e fluida. A inserção de fotos também precisa ser observada.

Escolha imagens que tenham relação com o conteúdo e preste atenção à velocidade de carregamento delas.

É importante nomear os arquivos de imagens com descrições do que elas contêm e com a palavra-chave em foco.

  1. Saiba com quem você está falando

Antes mesmo de começar a desenvolver conteúdo, os colaboradores da empresa têm que saber para quem eles estão se dirigindo. Essa informação faz toda a diferença para a geração de tráfego.

Os posts sobre saco para travesseiro, por exemplo, devem trazer dados específicos.

Só assim será possível atrair uma audiência específica, pois conteúdos generalistas não costumam engajar.

  1. Seja versátil

Para aumentar o tempo médio de navegação, considere usar formatos diferentes. Vá além do texto: vídeos e infográficos também atraem a atenção das pessoas.

Lembre-se de que o dinamismo é a palavra de ordem da internet. Afinal, não é todo mundo que vai parar para ler um post de 800 palavras. É preciso que o material seja fluido e de valor, bem como responda as potenciais dúvidas desses usuários, por exemplo.

Um vídeo de 5 minutos com o mesmo conteúdo, por outro lado, pode conseguir muitas visualizações, ambos podem se complementar.

É tudo uma questão de estudar as melhores possibilidades e empregá-las de acordo com os gostos e comportamentos dos clientes.

  1. Use as redes sociais

O blog da clínica especializada em peeling rose de mer para estrias tem que ser repercutido em outras plataformas.

Poucos canais ganham das redes sociais no quesito visibilidade e engajamento. Os perfis da clínica no Instagram e no Twitter podem funcionar como complementos do que é trazido no blog.

Além disso, esses sites são ideais para se comunicar com a base de clientes e estudar as reações deles.

É preciso superar a noção de que as redes sociais servem apenas para entretenimento. Elas são ferramentas de trabalho extremamente importantes e vantajosas.

Grande parte das empresas têm se dado conta disso nos últimos tempos. Trata-se de um mercado em franco crescimento.

  1. Faça parcerias

Quando o assunto é ampliar o público de uma empresa, fazer parcerias é uma ótima ideia. Estamos falando, mais especificamente, dos guest posts.

Analise marcas que tenham relação com a sua área. Proponha fazer postagens em parceria com alguma delas cujo público seja parecido com o seu.

Em geral, os guest posts funcionam como uma via de mão dupla: cada empresa publica um conteúdo no blog da outra.

A inserção de links que levam o leitor a posts de outros sites é fundamental nessa dinâmica. Dessa forma, as duas empresas têm a possibilidade de alcançar públicos diferentes do que de costume. Os dois nomes são amplificados na internet e todos saem ganhando.

  1. Faça link building

A forma como os redatores de conteúdo escrevem sobre construção de piscinas preços e distribuem links internos é um ponto central da geração de tráfego orgânico.

No marketing digital isso é chamado de link building e consiste em trazer informações complementares para o leitor.

Essa estratégia serve tanto para qualificar melhor o lead quanto para mantê-lo navegando no site por mais tempo, bem como trazer mais referências para páginas/produtos específicos.

O link building denota a seriedade e a credibilidade do site, além de também influenciar a otimização de SEO dos materiais.

É necessário que os textos dos links tenham relação com o tema. Não encha o post com links internos descontextualizados, ou mesmo externos que não valorizem o material, pois os algoritmos avaliam essa rede.

O objetivo é aprimorar a experiência do usuário, trazendo informações pertinentes de acordo com os assuntos que ele pesquisa e aprofundar esses materiais, adquirindo a confiança do usuário.

  1. Tenha design responsivo

Os computadores desktops já não são as únicas formas de acessar a internet. Hoje em dia, uma parcela expressiva de pessoas usa smartphones e tablets para fazer isso.

Tendo isso em vista, todo site precisa se adaptar às telas menores desses dispositivos. Esse processo é o que se chama de design responsivo, aquele que se adapta a todas as telas com qualidade.

Para otimizar ainda mais esse ajuste, procure escrever parágrafos curtos formatados à esquerda da página. Assim, quem estiver lendo pelo celular vai ter uma experiência mais fácil, visto que identificarão onde os parágrafos começam e terminam.

Um bom parágrafo, nesse caso, deve ter até 5 ou 6 linhas, no máximo.

Por fim, nenhuma empresa pode se dar ao luxo de perder leads por conta de falhas de webdesign. Portanto, não negligencie essa parte do marketing digital.

Considerações finais

É recomendado conciliar as estratégias de mídia paga com as técnicas de tráfego orgânico que mostramos ao longo do texto.

Dessa forma, a marca vai estar potencializando a visibilidade e as oportunidades de negócio frente ao público interessado.

É sempre importante ter uma boa visão do tráfego orgânico para ficar ciente de que nem sempre é preciso desembolsar grandes quantias para ter sucesso na web.

Apostar em uma experiência de qualidade continua sendo um dos pilares do bom relacionamento entre empresa e cliente, seja no ambiente físico ou na internet.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Business Connection, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Carregando...